home Notícias Alergia ao cimento: Quando o agente causador está no trabalho

Alergia ao cimento: Quando o agente causador está no trabalho

Usado como uma massa ligante nas edificações e obras, o cimento é um agente considerado abrasivo e bastante irritante por causa do alto nível de alcalinidade e PH elevado na sua composição. Essas características tornam o cimento um material com potencial alérgeno, principalmente para os trabalhadores da construção civil.

Chamada de dermatite de contato, as reações na pele relacionadas ao cimento podem ser tanto irritativas quanto alérgicas. A irritativa pode surgir em qualquer pessoa que manusear o cimento sem nenhum cuidado com higiene ou proteção pessoal, apresentando pele muito seca, vermelhidão, sensação de dor e queimação. Quando a dermatite é alérgica e crônica, o ideal é que não se tenha nenhum contato com a substância alérgena, pois as reações como vermelhidão, coceira, inchaço e erupções na pele (que podem não se limitar apenas ao local de contato, espalhando para outras partes do corpo), surgem sempre que há contato e as reações podem durar mais tempo e atrapalhar o bem estar.

Em alguns casos o agente alérgeno está no ambiente de trabalho, causando assim alguns problemas para a vida profissional. Depois de diagnosticada a alergia, é importante que a empresa estabeleça medidas preventivas para evitar o mal estar do colaborador, ou alterar sua função se for recomendado pelo médico.

Por ser uma substância naturalmente irritativa, para manusear o cimento, é importante tomar algumas medidas afim de prevenir qualquer reação. Na preparação da massa com cimento ou cal tome alguns cuidados como:

– Evite trabalhar descalço ou com calçados abertos, assim como roupas curtas. A intenção é evitar o contato do cimento com a pele, portanto o uso de botas, luvas e roupas compridas é indispensável.

– Depois do manuseio, evite ficar por muito tempo com a mesma roupa utilizada durante o trabalho, principalmente se estiver úmida ou molhada.

– Ao final do trabalho lave muito bem pés e mãos, dando atenção especial a limpeza das unhas, que podem acumular restos de cimento.

– Caso por acidente entre massa dentro da bota ou nas luvas, trocar imediatamente.


Fonte: Redação – Iara da Cunha Bernardes
Imagem: Reprodução

 

4 thoughts on “Alergia ao cimento: Quando o agente causador está no trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *