home Notícias Covid 19: sintomas e transmissão

Covid 19: sintomas e transmissão

Desde dezembro de 2019 acompanhamos alarmados o crescimento dos casos de Covid 19, sintomas e transmissão que só crescem e atingem diariamente níveis preocupantes.

Na virada daquele ano os casos já estavam sendo monitorados pela OMS Organização Mundial de Saúde, agência especializada em saúde e subordinada à ONU Organização das Nações Unidas.

A Covid 19 é uma doença infecciosa causada pelo Coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2 (SARS-COV 2), e tem as seguintes características:

 

Sintomas mais comuns

Febre

Tosse seca

Cansaço

 

Sintomas menos comuns

Dores e desconfortos

Dor de garganta

Diarreia

Conjuntivite

Dor de cabeça

Perda de paladar ou olfato

Erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés

 

Transmissão

A transmissão se dá através das gotículas produzidas nas vias respiratórias das pessoas infectadas. Ao espirrar ou tossir gotículas podem ser inaladas ou atingir diretamente a boca, nariz ou olhos de pessoas próximas.

Além disso, estas gotículas podem depositar-se em objetos e superfícies próximas, que podem infectar quem nelas toque e leve a mão aos olhos, nariz ou boca. Este tipo de transmissão é bem menos comum do que a produzida pelo espirro ou tosse.

 

Casos

De forma geral, pode-se afirmar que 80% dos casos são ligeiros ou assintomáticos, 15% são de infecções graves que necessitam de oxigênio e 5% são de infecções mais graves que necessitam de ventilação. Também se sabe que a maioria dos casos se recuperam sem sequelas.

Em 11 de março de 2020 a OMS Organização Mundial de Saúde declarou a pandemia, disseminação mundial de uma nova doença, e o primeiro caso no Brasil surgiu no dia 26 de fevereiro de 2020, que foi um paciente masculino de 61 anos, que havia viajado para a Itália e deu entrada no Hospital Albert Einstein no dia anterior.

No dia 17 de março foi notificada a primeira morte, de um homem de 62 anos, na rede de Hospitais Prevent Senior (SP). Naquela ocasião foi registrado o primeiro caso de transmissão comunitária (quando não é possível identificar o início da cadeia de transmissão), na cidade de Belo Horizonte, de um homem de 34 anos.

No dia 20 de março o Ministério da Saúde declarou reconhecimento de transmissão comunitária por corona vírus em todo o território nacional.

Agora, milhares de mortes já foram contabilizadas no Brasil e no mundo, com um número cada vez maior de infectados (e de recuperados). Várias vacinas estão na fase final de testagem, bem como de compra e de início de aplicação na população. Por enquanto o melhor, ainda, é manter o distanciamento social, uso de máscara e lavar as mãos com frequência.

 


Fonte: RMA

Imagem: Christo Anestev/Pixabay


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *